Investir em poupança é furada. Entenda por quê

Baixo rendimento e escalada da inflação são razões para investimento deixar de ser competitivo

Seu dinheiro renderá mais em outras aplicações

Seu dinheiro renderá mais em outras aplicações

Getty Images

Uma pessoa que investiu R$ 100 na poupança há um ano sacaria hoje R$ 107,40. Porém, um produto que custava o mesmo valor naquela época hoje é vendido a R$ 108,89, por causa da inflação — o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) acumula alta de 8,89% em 12 meses.

Com esse exemplo, é possível perceber que a valorização da caderneta de poupança não tem acompanhado a alta dos preços no País. Significa que, na prática, o dinheiro investido perdeu o poder de compra.

Essa constatação aparece mais evidente em um estudo da Economatica que mostra que os brasileiros que têm dinheiro na poupança já perderam, somente neste ano, 2,26% do valor para a inflação. Em poucas palavras, a poupança está deixando as pessoas mais pobres ao longo dos últimos meses.

Segundo o professor Fabio Gallo Garcia, da Escola de Administrações de Empresas de São Paulo da FGV (Fundação Getulio Vargas), esse tipo de aplicação é vantajosa em apenas um caso.

— No curto prazo, a caderneta de poupança tem duas vantagens imediatas: a facilidade de sacar o dinheiro e o fato de que a rentabilidade líquida deve ficar superior a outros investimentos que fossem resgatados em menos de seis meses.

Caio Prado, diretor de produtos da XP Investimentos, diz que qualquer quantia superior a R$ 5.000 já exige que a pessoa procure uma aplicação melhor.

— O problema é que as pessoas confundem a poupança com um investimento de longo prazo, levado a sério. A coisa mais cômoda e mais óbvia tem menos rentabilidade. Então, se o investidor não quer prestar atenção no dinheiro dele, acaba deixando de ganhar. O preço que se paga por investir na poupança é alto.

Já o diretor da corretora Easynvest, Amerson Magalhães, é mais radical.

— A poupança hoje não traz vantagem para o investidor. O estudo da Economatica mostra que ela não está conseguindo nem ter uma rentabilidade suficiente para ultrapassar o valor da inflação. Então, eu entendo que nenhum valor é interessante na poupança.

Quer saber quais as alternativas à caderneta de poupança? Clique aqui

Saques

Somente nos seis primeiros meses de 2015, os saques da caderneta de poupança superaram os depósitos em R$ 38,5 bilhões. Para se ter uma ideia, no mesmo período do ano passado, os depósitos foram de R$ 9,6 bilhões acima dos saques. Isso revela, segundo o professor da Fabio Gallo, dois comportamentos dos brasileiros.

— Embora não seja o ideal de investimento, colocar o dinheiro que sobra na caderneta de poupança é positivo, pelo hábito de guardar. Só que hoje, as pessoas não estão podendo mais fazer isso e estão tendo que sacar para pagar as contas, que estão mais caras. Por outro lado, tem o investidor que tinha um volume maior na poupança, seja por costume ou por não saber o que fazer, mas decidiu migrar para outro investimento.

R7 Play: assista à Record onde e quando quiser