Imposto de Renda 2019
Economia IR 2019: contribuinte saberá no dia seguinte se caiu na malha fina

IR 2019: contribuinte saberá no dia seguinte se caiu na malha fina

Consulta ao extrato do IR será mais rápida, mas Receita diz que é preciso ficar atento ao processamento da declaração até a restituição

Consulta ao extrato será mais rápida em 2019

Consulta ao extrato será mais rápida em 2019

Pixabay

A entrega da declaração de ajuste do IRPF (Imposto de Renda de Pessoa Física) 2019 tem uma novidade tecnológica em relação ao ano passado. A expectativa da Receita é que já no dia seguinte da entrega o contribuinte possa consultar o extrato de entrega e eventuais problemas, que o levariam a cair na malha-fina. Com isso as correções ficariam mais ágeis.

O supervisor de IR da Receita, Joaquim Adir, explicou que eventuais pendências que apareçam precisam ser analisadas com cautela. Podem ser apenas uma demora de envio de dados, do empregador, por exemplo, já que todos os dados são sujeitos a cruzamentos.

De acordo com Marcelo de Melo Souza, subsecretário de Gestão Corporativa da Receita, pode haver atraso para essa consulta, tanto no seguinte à entrega quantos nos últimos dias do prazo — de 7 de março a 30 de abril.

A consulta ao extrato da declaração do IR poderá ser feita pelo Centro de Atendimento Virtual da Receita Federal, no site do e-CAC.

A expectativa da Receita Federal nesse ano é de receber 30,5 milhões de declarações. Espera-se neste ano o dobro de entregas via aplicativo, cerca de 750 mil, especialmente na faixa dos contribuintes entre 26 e 35 anos. Não podem declarar via aplicativo contribuintes com patrimônio maior que R$ 5 milhões.

No ano passado, a Receita recebeu 29,2 milhões de declarações. Até no ano passado o extrato demorava cerca de 15 dias para estar disponível para consulta.

Declaração de IR terá CPF de todos os dependentes, incluindo bebês