Economia Isenção de carro para deficiente só vale até R$ 70 mil, diz Bolsonaro

Isenção de carro para deficiente só vale até R$ 70 mil, diz Bolsonaro

A mudança é para compensar a perda de arrecadação com impostos federais zerados sobre diesel e gás de cozinha

  • Economia | Daniel Trevor, da RecordTV

O presidente Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro

Alan Santos/PR - 25.02.2021

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira (2) que carro para pessoas com deficiência  só terá isenção de IPI (Impostos sobre Produtos Industrializados) se custar até R$ 70 mil. A mudança, segundo o presidente, é uma das alternativas para compensar a perda de arrecadação com impostos federais zerados sobre diesel e gás de cozinha.

Nesta segunda-feira (1º), uma MP (Medida Provisória) zerou as alíquotas da contribuição do PIS/Cofins incidentes sobre a comercialização e a importação do combustível e também do GLP de uso residencial, o botijão de gás. O presidente explicou a apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada que a redução do diesel será por dois meses, mas do gás de cozinha será permanente.

"A questão do Diesel, tirei por dois meses, mas é um imposto que você tem que buscar outra fonte de receita. Fui em cima dos bancos, e naqueles que compravam um carro acima de R$ 70 mil. Quem tem problema de saúde e que comprar um carro até R$ 70 mil não tem imposto. Acima de R$ 70 mil voltou a ter imposto, nada mais além disso", explicou o presidente.

Além de mudanças na isenção do IPI (Impostos sobre Produtos Industrializados) para compra de veículos por pessoas com deficiência, as contrapartidas para compensar a isenção de impostos federais no diesel também preveem aumento de tributos para bancos e instituições financeiras.

"Então eu não estou perseguindo ninguém, nenhuma pessoa com deficiência. Repito: carros acima de R$ 70 mil. Tá certo? Então se o cara precisa, é pobre, pode comprar um carro sem imposto até R$ 70 mil. Quem quer comprar um carro de R$ 400 mil não precisa, então ele pode pagar, e esse dinheiro vai para onde? Eu não inventei nenhum imposto. Vai para cobrir o buraco do diesel que por dois meses deixaremos de cobrar 35 centavos no litro do diesel. Por que dois meses? Porque a gente estuda uma maneira de tornar efetivo essa isenção. Então no momento, imposto zero para gás de cozinha, imposto zero para óleo diesel", disse Bolsonaro.

Últimas