Economia Líderes da União Europeia acertam plano de recuperação de 1,8 trilhão de euros

Líderes da União Europeia acertam plano de recuperação de 1,8 trilhão de euros

Líderes da União Europeia acertaram um pacote de gastos de 1,8 trilhão de euros (US$ 2,06 trilhões) para conter a crise econômica sem precedentes que o bloco enfrenta. Os líderes decidiram por um plano de recuperação de 750 bilhões de euros. Do total, 390 bilhões de euros serão oferecidos em doações - menos do que os 500 bilhões de euros da proposta inicial do Conselho Europeu - e o restante será de empréstimos. Os líderes também chegaram a um acordo para um orçamento plurianual da UE de mais de 1 trilhão de euros que durará de 2021 a 2027.

"Conseguimos. A Europa é forte. A Europa está unida", disse o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, em entrevista coletiva. "Nós conseguimos chegar a um acordo sobre o pacote e sobre o orçamento europeu. Foram, é claro, negociações difíceis em um momento difícil para todos os europeus. Esse é um bom acordo. É um acordo forte."

O acordo precisará ser aprovado pelos parlamentos dos países-membros, o que pode levar a conflitos. No plano de recuperação, a Comissão Europeia - o poder Executivo da UE - irá, pela primeira vez, emitir dívidas em larga escala para financiar doações e empréstimos aos países mais atingidos pela pandemia da covid-19.

A meta é, parcialmente, acelerar a recuperação econômica da Europa e permitir que Itália, Espanha, Grécia e outros países possam aumentar os gastos do governo sem temer que a dívida pública, já alta, alcance níveis insustentáveis. Fonte: Dow Jones Newswires.

Últimas