Economia Medo do coronavírus faz empresas brasileiras perderem R$ 33 bi

Medo do coronavírus faz empresas brasileiras perderem R$ 33 bi

Vale, Petrobrás, Gerdau, CSN e Suzano perdem R$ 33 bilhões em dia de preocupação com coronavírus

Agência Estado - Economia
Setor aéreo é prejudicado pelo cancelamento de viagens

Setor aéreo é prejudicado pelo cancelamento de viagens

EFE/EPA/RUNGROJ YONGRIT


As ações de empresas ligadas a commodities - sobretudo Vale, Petrobrás, Gerdau, CSN e Suzano - tiveram queda acentuada nesta segunda-feira (27), em meio a incertezas em relação ao impacto do avanço do coronavírus na China e na economia mundial.

Leia também: Coronavírus: o avanço da doença que já afeta 4 continentes impactará a economia mundial?

Juntas, essas empresas totalizam perdas de R$ 33,1 bilhões em valor de mercado só na manhã desta segunda.

Luiz Roberto Monteiro, operador de mesa institucional da Renascença, explica que as empresas exportadoras acabam sofrendo mais devido à sua exposição ao exterior, que vive um dia de aversão ao risco generalizado.

Perto das 13h, Vale ON caía 4,85%, perdendo sozinha mais de R$ 13,7 bilhões em valor de mercado, enquanto Petrobrás ON recuava 3,25% e a PN perdia 3,45%, acompanhando o mau humor no mercado no mercado de petróleo. Gerdau PN caía 5,31%, CSN ON, 5,97% e Suzano ON, 5,93%.

Leia mais: China anuncia desenvolvimento de vacina para combate do coronavírus

No setor aéreo, prejudicado pelo cancelamento de viagens devido à propagação do vírus, Gol PN tinha queda de 4,73% e Azul PN, de 2,81%. CVC ON perdia 3,29%.
O Ibovespa, principal índice da Bolsa de São Paulo, tinha baixa de 2,60%, chegando aos 115.304 pontos.

Últimas