Mercado de frangos e suínos projeta alta nas exportações para 2020

No ano passado, o maior comprador de carne de frango era a Arabia Saudita, seguida do Japão. Este ano, a China passou o 1º colocado

Linha de produção de cortes de frango na indústria

Linha de produção de cortes de frango na indústria

Reprodução

As exportações brasileiras de carne de frango encerraram 2019 com saldo positivo em volume e em receita. No ano passado, o maior comprador de carne de frango era a Arabia Saudita, em seguida do Japão. Este ano, em decorrência de uma peste suína africana na Ásia, a China passou a Arabia Saudita, e é o maior comprador.

Segundo a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), foram exportadas mais de quatro milhões de toneladas de carne de frango. E foi sobre o mercado de frangos e também de suínos que o Heródoto Barbeiro conversou com o diretor-executivo da ABPA, Ricardo Santin para o JRNews da Record News.

O Brasil abate 6,5 bilhões de cabeças de frango por ano, o número equivale à população mundial. E a produção de ovos fica em 52 bilhões de unidades por ano. O país é o maior exportador do mundo, visitado por países estrangeiros, como modelo de produção de alimentos.

Assista a íntegra da entrevista