Mercado europeu fecha estável com resultados corporativos aliviando febre de vendas

Por Ambar Warrick

(Reuters) - Os mercados acionários europeus fecharam estáveis nesta quarta-feira, recuperando todas as perdas do dia, uma vez que fortes resultados corporativos em serviços públicos e automóveis ajudaram a distrair um pouco os mercados do surto de coronavírus.

A fornecedora espanhola de eletricidade Iberdrola SA liderou os ganhos entre serviços públicos após registrar crescimento robusto do lucro anual, enquanto a montadora francesa Peugeot SA alcançou o topo do setor automobilístico depois de um forte 2019.

O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,05%, a 1.577 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ficou estável depois de cair 2,9%, para uma mínima de quatro meses mais cedo na sessão.

Analistas sugeriram que os investidores estavam exercendo alguma moderação após uma extensa liquidação nas sessões anteriores.

O STOXX 600 perdeu cerca de 700 bilhões de dólares em valor nesta semana com a disseminação do coronavírus para além da China, o que levou a uma rápida reavaliação de seu impacto econômico.

Serviços públicos e automóveis foram os setores com melhor desempenho do dia. Os ganhos da Peugeot se espalharam para a italiana Fiat Chrysler, que deve se unir à montadora francesa.

Por outro lado, as ações de viagem foram o setor mais atingido. O subíndice perdeu mais de 9% até agora nesta semana, com as ações das companhias aéreas sofrendo a maior parte das perdas.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,35%, a 7.042 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,12%, a 12.774 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,09%, a 5.684 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 1,44%, a 23.422 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,71%, a 9.316 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,63%, a 5.110 pontos.

None

(Reportagem de Ambar Warrick e Sruthi Shankar)