Economia Mercado financeiro prevê dólar a R$ 5,15 ao final de 2021

Mercado financeiro prevê dólar a R$ 5,15 ao final de 2021

Terceira atualização de alta consecutiva para o câmbio foi apresentada em relatório semanal do Banco Central

  • Economia | Do R7

Dólar flerta com os R$ 6

Dólar flerta com os R$ 6

Jose Luis Gonzalez/Reuters - 12.2.2018

Os economistas do mercado financeiro consultados pelo BC (Banco Central) revisaram para cima, pela terceira semana consecutiva, a expectativa para a cotação do dólar ao final de 2021.

De acordo com o relatório Focus divulgado nesta segunda-feira (8), a taxa de câmbio ante o real será de R$ 5,15 na virada para 2022. Na semana passada, a previsão era de R$ 5,10 e, há quatro semanas, de R$ 5,05.

Leia mais: Desequilíbrio nas contas públicas e juros fazem dólar flertar com R$ 6

Para 2022, as expectativas apontam para o dólar a R$ 5 e, em 2023 e 2024, as previsões apontam para a moeda norte-americana a R$ 6.

A moeda norte-americana figura acima dos R$ 5 desde 16 de março de 2020, cotação que é sustentada pelo desequilíbrio nas contas públicas e juros básicos no menor patamar da história, o que já faz a divisa flertar com os R$ 6.

Inflação

De acordo com o Focus, o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) deve fechar o ano com alta de 3,98%, resultado acima da meta de 3,75% definida pelo Conselho Monetário Nacional para 2021, mas ainda dentro da margem de tolerância de 1,5 ponto percentual definida pelo órgão. Trata-se da nova previsão de alta seguida para o indicador.

Na semana passada, o mercado apontava para uma valorização de 3,87% nos preços. Há quatro semanas, a estimativa era de alta na casa dos 3,6%.

PIB

O levantamento feito com as principais instituições financeiras do país mostra ainda uma leve queda na perspectiva de crescimento da economia brasileira, de 3,29% para 3,26%.

Há quatro semanas a expectativa apontava para um crescimento de 3,7% do PIB (Produto Interno Bruto), que corresponde à soma de todos os bens e serviços produzidos pela economia.

Para 2022, as expectativas foram atualizadas, de 2,5% para 2,48%. Ao mesmo tempo, as previsões de crescimento para 2023 e 2024 foram mantidas em 2,5%.

Últimas