Ministério da Economia espera PIB de 7,3% no terceiro trimestre

Resultado se dá em comparação com o período entre os meses de abril e junho, devastados com a paralisação das atividades em razão da pandemia

Acumulado de quatro trimestres mostra recessão

Acumulado de quatro trimestres mostra recessão

Pixabay

A Secretaria de Política Econômica, do Minsitério da Economia, projeta para o terceiro trimestre do ano um aumento no PIB (Produto Interno Bruto) do país de 7,3% em comparação com o período entre abril e junho, meses bastante afetados pela pandemia do novo coronavírus.

Na comparação com o mesmo trimestre do ano passado, a queda é de 4,9%. Se forem confirmados esses anos, o acumulado dos últimos quatro tirmestres atingirá -3,8%.

Os técnicos da pasta também acreditam que o PIB de 2020 ficará em -4,7% em razão dos danos causados pela crise sanitária.

A projeção de inflação (IPCA) para 2020 é de 1,83%.

"Observando a evolução do IPCA ao longo do ano, vemos que a inflação acumulada em 12 meses do grupo Alimentação no Domicílio, após atingir um valor mínimo de 5,06% em março, acelerou até alcançar 11,39% em agosto", explicou em nota a secretaria, que faz na manhã desta terça-feira (15) uma entrevista coletiva para explicar as projeções.. 

De acordo com os técnicos do ministério, o pior mês para a economia do país foi abril. "Entretanto, esses efeitos já foram parcialmente compensados em maio, junho e julho, com a sinalização de uma recuperação moderada, ainda que não homogênea."

O segundo trimestre registrou um desabamento de quase 10% no PIB nacional (-9,7%) em comparação com os três primeiros meses do ano.