Ministros do G20 prometem se concentrar em comércio justo e livre em resposta a pandemia

WASHINGTON (Reuters) - Os ministros de Comércio do grupo das 20 principais economias (G20) concordaram nesta segunda-feira em intensificar a cooperação e a coordenação para garantir o fluxo contínuo de suprimentos e equipamentos médicos vitais e outros itens essenciais diante do coronavírus que se espalha rapidamente.

Em uma declaração conjunta, os ministros disseram que tomarão "medidas imediatas e necessárias" para facilitar esse comércio e incentivar a produção adicional. Eles afirmaram que concordaram que todas as medidas de emergência deveriam ser "direcionadas, proporcionadas, transparentes e temporárias" e que trabalhariam para manter seus mercados abertos.

Os ministros informaram que trabalharão para evitar lucros e aumentos injustificados de preços, enquanto tentam garantir a disponibilidade de suprimentos médicos e medicamentos a preços acessíveis.

(Reportagem de Andrea Shalal e David Lawder)