Economia Monitor da economia brasileira aponta alta de 3,3% em junho

Monitor da economia brasileira aponta alta de 3,3% em junho

PIB totalizou aproximadamente R$ 3,467 trilhões em valores correntes de janeiro a junho. Dados foram divulgados pela FGV nesta segunda-feira (20)

Monitor do PIB

PIB cresceu 0,3% ante o 1º semestre de 2018

PIB cresceu 0,3% ante o 1º semestre de 2018

Getty Images

O PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro avançou 3,3% em junho ante maio, estima o Ibre/FGV (Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas), por meio do Monitor do PIB. Na comparação com junho do ano passado, a atividade econômica teve elevação de 2,4% no mês de junho deste ano.

No segundo trimestre, o PIB cresceu 0,3% ante o primeiro trimestre de 2018. Na comparação com o segundo trimestre de 2017 a atividade econômica avançou 1,2% no segundo trimestre deste ano.

"O crescimento positivo de 0,3% do PIB no segundo trimestre indica que, a despeito dos impactos negativos que a greve dos caminhoneiros ocasionou na economia em maio, estes efeitos foram em grande parte, revertidos em junho. Mesmo com o trimestre tendo sido encerrado com retrações em segmentos chaves como indústria, formação bruta de capital fixo e exportação, houve crescimento da agropecuária, serviços e consumo das famílias, fazendo com que a economia continue na sua trajetória de lenta retomada", avaliou Claudio Considera, coordenador do Monitor do PIB-FGV, em nota oficial.

O indicador antecipa a tendência do principal índice da economia a partir das mesmas fontes de dados e metodologia empregadas pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), responsável pelo cálculo oficial das Contas Nacionais.

O PIB Agropecuário aumentou 0,8% no segundo trimestre, em relação ao mesmo trimestre de 2017, mesma magnitude de crescimento da Indústria no período, também 0,8%. Já os Serviços avançaram 1,3%.

Na comparação entre o segundo trimestre de 2018 e o segundo trimestre de 2017, o Consumo das Famílias apresentou crescimento de 1,8%, enquanto a FBCF (Formação Bruta de Capital Fixo) aumentou 4,1%. A taxa de investimento (FBCF/PIB), a preços constantes, foi de 18% no segundo trimestre.

As exportações encolheram 2,9% no segundo trimestre de 2018 ante o mesmo período do ano anterior, enquanto as importações cresceram 6,5%.

Em termos monetários, o PIB totalizou aproximadamente R$ 3,467 trilhões em valores correntes de janeiro a junho.

    Access log