Economia Monte dei Paschi falha em teste de estresse da União Europeia

Monte dei Paschi falha em teste de estresse da União Europeia

EU-BANKS-STRESSTEST:Monte dei Paschi falha em teste de estresse da União Europeia

Reuters - Economia

Por Huw Jones

LONDRES (Reuters) - Todo o capital de Monte dei Paschi foi dizimado em um teste de estresse de bancos da União Europeia nesta sexta-feira, enquanto o banco italiano se envolve em negociações de fusão patrocinadas pelo governo com o rival doméstico UniCredit, cuja pontuação ficou aquém do desempenho agregado do setor.

O exercício da Autoridade Bancária Europeia mostrou que os bancos da UE sofreriam um golpe de 265 bilhões de euros em um teste de resistência a choques econômicos, o que ainda os deixou com dois terços de suas reservas intactos.

A EBA testou a resiliência dos 50 maiores bancos a choques econômicos. Eles representam 70% dos ativos bancários da UE.

No cenário mais severo, considerando efeitos pós-Covid até 2023, o índice do núcleo de capital para ativos ponderados por risco caiu de 15% para 10,2%.

O Monte dei Paschi, no entanto, encerrou o teste com um índice de capital principal de menos 0,1% no cenário adverso. O UniCredit ficou em 9,59%.

Os bancos Deutsche Bank e Société Générale, em plena recuperação, tiveram desempenho abaixo da média no cenário adverso, com pontuações de 7,56% e 7,73%, respectivamente.

"Este resultado é ainda mais encorajador porque o forte crescimento do lucro que entregamos no primeiro semestre de 2021 não se reflete neste exercício", disse o diretor financeiro do Deutsche, James von Moltke.

Os resultados dos testes, adiados devido à Covid-19, são vistos como críticos para os bancos retomarem o pagamento de dividendos, barrados durante a pandemia para conservar capital.

Após a proibição de dividendos do BCE no ano passado, alguns bancos já começaram a orientar os acionistas sobre os dividendos, e Garcia disse que isso não poderia ser feito antes de os bancos terem sucesso no teste de estresse.

Mais bancos focados no mercado doméstico sofreram golpes maiores de capital no teste em relação com pares internacionais.

O resultado geral é visto pelos reguladores da UE como em linha com os testes do Federal Reserve e do Banco da Inglaterra.

No mês passado, bancos nos Estados Unidos superaram um teste de estresse do Federal Reserve e não enfrentarão mais restrições de dividendos. Bancos britânicos esta semana também sinalizaram dividendos após teste de estresse anunciados no começo do mês.

Últimas