Economia Mutirão de emprego supera 243 mil candidatos e inscrição termina hoje

Mutirão de emprego supera 243 mil candidatos e inscrição termina hoje

Após encerramento, 176 empresas da capital, Grande São Paulo e de algumas cidades como Santos e Campinas farão seleção pela plataforma online

Inscrições do mutirão online podem ser feitas até esta sexta-feira

Inscrições do mutirão online podem ser feitas até esta sexta-feira

Rafael Neddermeyer/Fotos Públicas/Agência Senado

A 5ª edição do Mutirão de Emprego online já registrou 243,4 mil candidatos para 11,4 mil vagas nos primeiros quatro dias, uma média de 21 inscritos por vaga. O cadastramento, que começou na segunda-feira (28), vai até esta sexta-feira (2), para a seleção de funções como técnicos de venda, operadores de telemarketing, estoquistas, entre outras.

Leia também: Brasil abre 249.388 vagas formais no melhor agosto desde 2010, diz Caged

Após o encerramento das inscrições, as empresas entrarão em contato com os candidatos para o processo de recrutamento. O mutirão será finalizado em 9 de outubro, quando se inicia o processo de contratações.

O trabalhador pode cadastrar seu currículo digitalmente e se inscrever em cursos profissionalizantes. Para participar, basta acessar o site do Sindicato dos Comerciários de São Paulo (www.comerciarios.org.br) ou a plataforma vagacerta.sp.gov.br/mutirao, da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico.

Clicando na aba mutirão, o candidato encontra um passo a passo para anexar o currículo e responder informações sobre as habilidades e qualificações profissionais.

Empresas

Até esta quinta-feira, já haviam sido registradas 176 empresas da capital, Grande São Paulo e de algumas cidades como Santos e Campinas interessadas em fazer a seleção de candidatos. A estimativa é que o setor de supermercados ofereça o maior número de vagas, com salários entre R$ 1.500 e R$ 2.200.

O mutirão é promovido pela UGT (União Geral dos Trabalhadores), com apoio dos Sindicatos dos Comerciários de São Paulo, Asseio e Conservação (Siemaco) e dos Padeiros, e em parceria com a Secretaria de Deselvolvimento Econômico do Estado de São Paulo e Instituto Paula Souza.

Últimas