ONS vê alta de 2% na carga de energia do sistema elétrico interligado em fevereiro

SÃO PAULO (Reuters) - A carga de energia do sistema elétrico interligado do Brasil deverá avançar 2% em fevereiro quando na comparação com mesmo mês do ano anterior, projetou em relatório nesta sexta-feira o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

O órgão apontou ainda que as chuvas na região dos reservatórios das hidrelétricas, principal fonte de geração do país, deverão somar em fevereiro 87% da média histórica no Sudeste, que concentra a maior capacidade de armazenamento.

Já o Nordeste, segunda região em reservatórios, deverá receber precipitações equivalentes a 85% da média histórica em fevereiro, mês que faz parte do chamado "período úmido" para o setor elétrico, segundo o ONS.

O cenário de chuvas mais próximas da média levou a uma queda significativa, de mais de 40%, no custo marginal de operação (CMO) esperado para a próxima semana-- que representa o custo da térmica mais cara que deve ser acionada para atender à demanda, em complemento à geração hidrelétrica.

O CMO foi apontado pelo ONS em 186,86 reais por megawatt-hora para a próxima semana, ante 318,05 reais projetados anteriormente para esta semana.

None

(Por Luciano Costa)