Economia Orçamento de 2021 não prevê criação do Renda Brasil

Orçamento de 2021 não prevê criação do Renda Brasil

Equipe Econômica afirma que aumento nos valores destinados ao Bolsa Família não levam em conta a introdução do novo programa social

  • Economia | Alexandre Garcia, do R7

Renda Brasil deve substituir o Bolsa Família

Renda Brasil deve substituir o Bolsa Família

Jefferson Rudy/Agência Senado -01/10/2014

O Renda Brasil, programa em desenvolvimento pelo governo federal para substituir o Bolsa Família, não foi incluído no PLOA (Projeto de Lei Orçamentária) de 2021.

"Nós trabalhamos com os programas já existentes. O PLOA traz uma previsão de despesa primária com o Bolsa Família", afirmou o secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues.

Para Waldery, caso o novo projeto seja apresentado e aprovado, será necessário "reduzir outras despesas primárias" para suprir com o aumento dos gastos com o novo programa social.

Questionado sobre a possibilidade de o aumento nas despesas previstas para o Ministério da Cidadania ser fruto da criação do Renda Brasil, o secretário de Orçamento Federal, George Soares, afirma que o montante é fruto de mudanças no Bolsa Família.

De acordo com o PLOA, há a previsão de um aumento de R$ 5,373 bilhões no valor destinado ao atual programa social, que deve receber R$ 34,858 bilhões no ano que vem.

Para George, o aumento no valor a ser reservado ao Bolsa Família também leva em conta a ideia de que mais famílias devem entrar no programa devido à pandemia do novo coronavírus.

As estimativas apontam que 15,2 milhões de famílias devem ser elegíveis ao recebimento de benefício. Para este ano, o número era de 13,2 milhões. "O que consta na proposta Orçamentária são os programas em andamento. As mudanças levam em conta o aumento do Bolsa Família", explicou.

Últimas