Para BCE, recuperação econômica da zona do euro ainda está longe de se completar

A recuperação econômica da zona do euro após o choque do novo coronavírus ainda está longe de se completar, disse nesta sexta-feira, 11, o economista-chefe do Banco Central Europeu (BCE), Philip Lane, em evento da Câmara de Comércio de Dublin.

Reconhecendo os desafios para a retomada do crescimento, Lane afirmou que a política monetária do BCE deve permanecer acomodatícia por um tempo, como forma de dar suporte à inflação, ainda fraca. "Nosso foco, agora, é manter o programa de compras de ativos", afirmou.

Na decisão de política monetária de quinta-feira, o BCE manteve os juros básicos e o programa de compra de ativos em 1,35 trilhão de euros.