Economia Paulo Guedes vê momento inadequado para CPI da Covid

Paulo Guedes vê momento inadequado para CPI da Covid

Ministro da Economia defendeu "fim da guerra" antes de "dar medalhas para alguns e punições a outros"

  • Economia | Do R7

Guedes disse que deveria "ficar calado" sobre o tema

Guedes disse que deveria "ficar calado" sobre o tema

Washington Costa/Ascom/ME

O ministro da Economia, Paulo Guedes, avaliou nesta quarta-feira (14) que a instalação da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid para investigar as ações do governo durante a pandemia ocorreu em um momento inadequado. “O ministro da Saúde tem que ir lá toda hora depor, ao invés de estar vacinando”, lamentou.

Guedes diz que, como ministro, deveria "ficar calado" a respeito do tema, mas se posiciona como cidadão. "Eu preferia que isso ficasse um pouco para a frente e nós nos concentrássemos na reconstrução do país”, destacou.

Em referência a uma situação de conflito, ele afirma que sempre defendeu que a pandemia do novo coronavírus fosse superada antes de que o dedo seja apontado para os culpados. “Acabou a guerra é natural você dar medalhas para alguns e punições a outros no Tribunal de Guerra”, disse Guedes em entrevista ao jornal Valor Econômico.

Para o ministro, é necessário pregar pela união das instituições para enfrentar a crise sanitária antes de partir para a briga. “Primeiro você ganha a guerra, depois você volta e vamos discutir quem ganha a medalha e ganha as punições”, completou, em referência a possíveis aumentos de salários a profissionais de saúde e outras categorias.

Últimas