Economia PEC sobre compra de dívida pelo BC tem que explicitar possibilidade de impacto fiscal, diz Mansueto

PEC sobre compra de dívida pelo BC tem que explicitar possibilidade de impacto fiscal, diz Mansueto

Reuters

BRASÍLIA (Reuters) - O secretário do Tesouro, Mansueto Almeida, afirmou nesta segunda-feira que a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que autoriza o BC a comprar dívidas deve deixar claro a existência de eventual impacto fiscal.

Questionado sobre como o Tesouro vê a possibilidade de uma política de Quantitative Easing (QE) no Brasil a partir dessa PEC, ele disse acreditar que o Banco Central está tendo todo o cuidado em desenhar essa medida.

"O que é importante é que qualquer medida do Banco Central, se ela tiver a possibilidade de ter algum impacto fiscal, isso tem que ficar muito claro e tem que ser autorizado pelo Congresso Nacional", disse.

Mansueto ponderou que em períodos "anormais", os bancos centrais do mundo todo, incluindo o Federal Reserve nos Estados Unidos, "têm maior grau de liberdade para fazer algumas operações atípicas".

"Acho que proposta do Banco Central do presidente Roberto Campos é ter alguma flexibilidade a mais, da mesma forma que têm outros bancos centrais", disse.

None

(Por Marcela Ayres)

Últimas