Economia Pedidos semanais de auxílio-desemprego nos EUA recuam pela 2ª semana consecutiva

Pedidos semanais de auxílio-desemprego nos EUA recuam pela 2ª semana consecutiva

MACRO-EUA-AUXILIODESEMPREGO:Pedidos semanais de auxílio-desemprego nos EUA recuam pela 2ª semana consecutiva

Reuters - Economia

(Reuters) - O número de norte-americanos que entraram com pedidos de auxílio-desemprego pela primeira vez caiu inesperadamente na semana passada, embora permaneça elevado por mais de nove meses após a crise econômica e de saúde desencadeada pela pandemia do coronavírus.

Os pedidos iniciais de auxílio-desemprego somaram 787.000 na semana encerrada em 26 de dezembro, em comparação com 806.000 na semana anterior, de acordo com dados do Departamento de Trabalho divulgados nesta quinta-feira. Economistas ouvidos pela Reuters previam 833 mil pedidos na última semana.

Embora os pedidos de auxílio-desemprego tenham caído de um recorde de 6,867 milhões em março, eles continuam persistentemente acima do pico de 665.000 ocorrências registrado durante a Grande Recessão de 2007-2009

(Reportagem de Dan Burns)

Últimas