Petrobras perde R$ 32 bilhões após recuar de reajuste do diesel

Intervenção de Bolsonaro fez com que ações da petrolífera na bolsa brasileira fechassem a semana com queda superior a 8%

Companhia iria reajustar diesel em 5,7%

Companhia iria reajustar diesel em 5,7%

Paulo Whitaker/Reuters

A Petrobras perdeu R$ 32 bilhões em valor de mercado após suas ações sofrerem forte desvalorização na bolsa de valores brasileira nesta sexta-feira (12). O movimento de queda foi motivado por um recuo da petrolífera em relação ao reajuste de preço do diesel

O movimento refletiu preocupações sobre a liberdade operacional da petrolífera de controle estatal após o presidente Jair Bolsonaro admitir ter ligado para o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, para pedir um reajuste no preço das refinarias menor do que os 5,7% anunciados ontem

Em nota, a Petrobras justificou que "revisitou sua posição de hedge e avaliou, ao longo do dia, com o fechamento do mercado, que há margem para espaçar mais alguns dias o reajuste no diesel". 

No pregão desta sexta-feira, as ações da Petrobras registraram queda de 8,54% e 7,75% e puxaram o principal índice da bolsa, o Ibovespa, para o vermelho: -2,27%, de acordo com dados preliminares.