Economia Pix vai permitir transferências offline ‘em breve’, garante BC

Pix vai permitir transferências offline ‘em breve’, garante BC

Presidente da autoridade monetária, Roberto Campos Neto, afirma que tecnologia preferida para a possibilidade é a de aproximação

Reuters - Economia
"Vai funcionar como um cartão de ônibus", diz BC

"Vai funcionar como um cartão de ônibus", diz BC

Marcello Casal Jr/ Agência Brasil

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, disse nesta quarta-feira (30) que o Pix terá "em breve" uma funcionalidade offline e que a tecnologia preferida é a de aproximação. Ele explica que haverá um cartão Pix que, aproximado a um celular, permitirá transferência de dinheiro online para offline no cartão.

"Vai funcionar como um cartão de ônibus, com uma tecnologia supersegura. [...] Vamos em breve oferecer esse produto também", afirmou no webinar "As moedas digitais do Banco Central", realizado pelo escritório Mattos Filho Advogados.

Segundo o chefe do BC, há três tecnologias nesse campo, e a mais segura em sua opinião é a por aproximação. "Você vai poder usar o cartão no mundo offline e quando você voltar ao mundo online você pode transferir o seu saldo de volta", completou.

Campos Neto voltou a afirmar que o Pix foi uma "grande surpresa" para o BC. De acordo com ele, 80% das pessoas que usam conta em banco já utilizam a ferramenta. São 245 milhões de chaves e 4,5 milhões de empresas que utilizam o sistema. Em maio, 60% de todas as transações financeiras do Brasil (em número, não volume) foram feitas por Pix, ainda conforme o presidente do BC.

Lançado oficialmente em outubro do ano passado, o Pix permite pagamento instantâneo a qualquer hora ou dia através de uma chave, que pode ser CPF, CNPJ, e-mail, número de celular ou chave aleatória.

Últimas