Poupança fecha agosto com melhor resultado da história para o mês

Saldo positivo de R$ 5,8 bilhões da caderneta é fruto de R$ 198.600.211 bilhões aplicados e R$ 192.737.464 bilhões retirados

Poupança

Poupança acumula saldo positivo de R$ 1,4 trilhão em 2018

Poupança acumula saldo positivo de R$ 1,4 trilhão em 2018

Getty Images

As aplicações na caderneta de poupança superaram os saques em R$ 5,862 bilhões ao longo do mês de agosto, revelou o BC (Banco Central) nesta quinta-feira (6). Os dados apontam para o melhor resultado para o mês desde 1995, quando a série histórica começou a ser divulgada.

O resultado positivo do mês passado foi fruto de R$ 198,6 bilhões em depósitos e R$ 192,7 bilhões em retiradas da poupança. Com os valores, a caderneta também renovou o maior saldo da história, que agora é de R$ 764,4 bilhões.

O melhor saldo anterior para o mês de agosto havia sido apresentado em 2013, quando a captação líquida da caderneta somou R$ 4,646 bilhões.

Tem uma grana sobrando? Faça seu dinheiro render

Com o resultado de agosto, a poupança já soma saldo positivo de R$ 16.960.179 bilhões no acumulado de 2018. No período, R$ 1,458 trilhão foram colocados na aplicação e R$ 1,441 trilhão retirados.

O desempenho da caderneta em agosto foi puxado pelo volume de aplicações dos dias 7 e 31 de agosto, quando as captações líquidas da poupança somaram, respectivamente, R$ 4,217 bilhões e 3,527 bilhões.

Por outro lado, a poupança registrou mais saques do que depósitos em 11 dos dias úteis do mês passado, sendo que a maior perda foi realizada no dia 20, data em que as retiradas superaram as aplicações em R$ 2,028 bilhões.

Atualmente, a caderneta de poupança rende 70% do valor da taxa básica de juros vigente na data de início do período de rendimento. Como a Selic figura no patamar de 6,5% ao ano, as cadernetas têm um rendimento mensal de 0,37%, que equivale a 70% da Selic e TR (Taxa Referencial).

Poupança rende menos mas é melhor que fundo