Preço da gasolina no Brasil recua 1,81% em março, diz ValeCard

ENERGIA-GASOLINA-PRECOS:Preço da gasolina no Brasil recua 1,81% em março, diz ValeCard

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O preço médio da gasolina nos postos no Brasil recuou 1,81% em março, ante o mês anterior, para 4,598 reais por litro, sob impacto da redução da circulação de veículos em razão da pandemia do novo coronavírus, apontou nesta sexta-feira pesquisa realizada pela ValeCard, empresa especializada em soluções de gestão de frotas.

O recuo ainda discreto nas bombas, no entanto, ocorre após a Petrobras --que detém quase 100% da capacidade de refino do Brasil-- ter reduzido em cerca de 35% o valor médio da gasolina vendida em suas refinarias em março, em meio a um recuo das cotações internacionais.

"A demanda também despencou nas últimas semanas por conta das ações de isolamento social impostas por Estados e municípios", disse a ValeCard, em nota à imprensa.

"De acordo com a plataforma online de monitoramento do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), o tráfego de veículos caiu 58% no Brasil em março."

Anteriormente, o presidente da Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e Lubrificantes (Fecombustíveis), Paulo Miranda, afirmou à Reuters que as reduções praticadas nas refinarias demoram, em média, de 10 a 15 dias para chegar na bomba, dependendo de diversos fatores, como consumo de estoques.

Conforme levantamento da ValeCard, o Rio de Janeiro (5,035 reais/litro) e Acre (4,985 reais/litro) são os Estados com o combustível mais caro no país, sendo o Estado fluminense o único com valor médio da gasolina acima de 5 reais.

Já Amapá (3,986 reais) --único valor abaixo dos 4 reais por litro no levantamento-- e Santa Catarina (4,291 reais) apresentaram os preços mais baixos do país.

Obtidos por meio do registro das transações realizadas em março com o cartão de abastecimento da ValeCard em cerca de 20 mil estabelecimentos credenciados, os dados mostram que Rio de Janeiro e Belém têm os preços mais altos entre as capitais --5,024 reais e 4,99 reais, respectivamente.

As capitais com preços mais baixos são Curitiba (4,177 reais) e João Pessoa (4,194 reais).

(Por Marta Nogueira)