Preço do botijão de gás dispara e vendas crescem na quarentena

Vendas em aplicativo que atende sete capitais e regiões metropolitanas do país subiram 35% em dez dias. Tempo de entrega também aumentou 

Vendas por aplicativo aumentaram 35% em dez dias

Vendas por aplicativo aumentaram 35% em dez dias

Reinaldo Canato (F)/Folhapress

O isolamento social recomendado como medida de prevenção ao novo coronavírus provocou aumento expressivo das vendas de botijão de gás, fez os preços do produto dispararem, gerou filas de espera para a compra e aumentou o tempo de espera para entrega. Em apenas dez dias, as vendas aumentaram 35% no aplicativo Chama, que oferece comparação de preços de diferentes revendedores para consumidores de sete capitais do país e suas regiões metropolitanas - São Paulo, Belo Horizonte, Brasília, Recife, Florianópolis, Curitiba e Porto Alegre.

Leia também: MP cobra da prefeitura de SP plano para conter coronavírus em favelas

Alta demanda fez preço disparar

Alta demanda fez preço disparar

Reprodução

A intensa procura tem impacto direto o preço. De acordo com a empresa, em São Paulo a média de preços no início de março era de R$ 71 e passou R$ 81. Em Curitiba, a média de R$ 69 subiu para R$ 76. Em Belo Horizonte, passou de R$ 71 para R$75. Consumidores relatam alterações ainda mais bruscas. De acordo com o horários, a flutuação de preços em São Paulo pode chegar a R$ 129,99

Veja também: Prefeitura instala pias para pessoas em situação de rua no centro de SP

O tempo de entrega também aumentou. A orientação é que o cliente fique atento e considere na escolha o intervalo de espera. Quem se dirige pessoalmente às revendedoras enfrenta filas na tentativa de comprar um botijão. 

Leia também: Câmara de SP aprova projeto que libera até R$ 1,5 bi para covid-19

O presidente do Sindicato dos Revendedores de Gás de São Paulo, Rodney Carvalho Ribeiro, afirmou que não vai faltar gás durante a pandemia, mas reformou o aumento da procura . Segundo ele, na região do Aricanduva, na zona leste da capital, 700 botijões são vendidos em menos de duas horas. "O consumo tá maior até do que na véspera de Natal, quando são vendidos 2.000 botijões em um dia", contou à Record TV. Armazenar botijão de gás em casa é um risco pois pode haver explosão em caso de vazamento.

Economia

Para economizar no consumo de gás, a companhia dá algumas dicas, como cortar a comida em pedaços menores, usar panela de pressão, não colocar o fogão em áreas onde corre muito vento, evitar abrir e fechar a porta do forno com frequência, tampar a panela, aproveitar o vapor do cozimento e observar a cor da chama (ela deve ser azul; se a ponta estiver vermelha, é sinal de que o gás está acabando).

Gás encanado

Para consumidores de gás encanado, o governo de São Paulo anunciou que o fornecimento não será cortado por falta de pagamento em 177 municípios atendidos pela Comgás - em São Paulo e Campinas e suas regiões metropolitanas, além da Baixada Santista e do Vale do Paraíba - e outros 375 municípios atendidos pela GasBrasiliana - que incluem Araçatuba, Araraquara, Bauru, Marília e Ribeirão Preto.