Inflação

Economia Prévia da inflação fecha o ano em 3,91%, diz IBGE

Prévia da inflação fecha o ano em 3,91%, diz IBGE

Indicador registrou taxa de 1,05% em dezembro, maior patamar para o mês desde 2015, puxada pelo preço da carne

  • Economia | Giuliana Saringer, do R7

Carnes tiveram aumento de 17,71%

Carnes tiveram aumento de 17,71%

Marco Ambrosio/ Futura Press/ Estadão Conteúdo - 14.12.2019

A prévia da inflação fechou o ano de 2019 em 3,91%, segundo o IPCA-15 (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - 15), divulgado nesta sexta-feira (20) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatistica). 

O indicador ficou em 1,05% e registrou o maior patamar para o mês de dezembro desde 2015 (1,18%) e desde junho de 2018 (1,11%), influenciado principalmente pelo aumento no preço das carnes em todo país. 

Além das carnes, que registraram aumento de 17,71%, outros alimentos que pesaram mais no bolso dos brasileiros foram o feijão-carioca e as frutas. Em contrapartida, a batata-inglesa e a cebola ficaram mais baratas. 

Também houve aumento dos preços das passagens aéreas, nos combustíveis e no gás de botijão. 

A prévia da inflação acelerou em dezembro em comparação ao mesmo período de 2018, quando a taxa era de -0,16%. 

Para o cálculo do IPCA-15, os preços foram coletados no período de 12 de novembro a 11 de dezembro de 2019 (referência) e comparados com aqueles vigentes de 12 de outubro a 11 de novembro de 2019 (base).

O indicador refere-se às famílias com rendimento de um (R$ 998) a 40 (R$ 39.920) salários mínimos e abrange as regiões metropolitanas do Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belo Horizonte, Recife, São Paulo, Belém, Fortaleza, Salvador e Curitiba, além de Brasília e Goiânia. A metodologia utilizada é a mesma do IPCA, a diferença está no período de coleta dos preços e na abrangência geográfica.

Últimas