Economia PRF recomenda que transportador de grãos aguarde em MT devido a bloqueio na BR-163

PRF recomenda que transportador de grãos aguarde em MT devido a bloqueio na BR-163

COMMODS-BR163-BLOQUEIOS-INDIOS:PRF recomenda que transportador de grãos aguarde em MT devido a bloqueio na BR-163

Reuters - Economia

Por Nayara Figueiredo

SÃO PAULO (Reuters) - A Polícia Rodoviária Federal (PRF) do município de Sorriso (MT) recomendou que os caminhoneiros que transportam grãos de Mato Grosso rumo a Miritituba (PA) aguardem antes de seguir viagem devido a bloqueios impostos por indígenas no km 302 da BR-163, próximo a Novo Progresso (PA), importante rota de escoamento de safra.

"Todos os transportadores já estão sabendo do problema e a recomendação é que os caminhões aguardem no Estado de Mato Grosso, nas cidades de Matupá e Guarantã do Norte, até que a situação lá seja resolvida", disse à Reuters o chefe da delegacia da PRF de Sorriso, Leonardo Ramos.

Durante a manhã, o bloqueio causou uma fila de pelo menos três quilômetros de veículos que seguiam de Mato Grosso ao Pará, conforme o chefe da 5ª delegacia de PRF de Santarém, Sidmar de Oliveira, responsável pelo gabinete de crise que foi instalado para acompanhar o caso.

Aproximadamente cem kayapós que vivem em terras indígenas no sudoeste do Pará paralisaram a BR-163, rodovia que liga importantes regiões produtoras de soja e milho de Mato Grosso ao porto fluvial de Miritituba, em Itaituba (PA), de onde barcaças levam grãos até os portos do Rio Amazonas para serem exportados.

Os indígenas reivindicam a renovação do Plano Básico Ambiental (PBA), pedem mais atenção para a saúde devido à pandemia de Covid-19 e se posicionam contra a construção da ferrovia Ferrogrão sem que eles sejam ouvidos, uma vez que o projeto prevê a construção dos trilhos perto de suas terras.

(Por Nayara Figueiredo, com reportagem adicional de Lucas Landau em Novo Progresso)

Últimas