Economia Programa de estágio pretende empregar 500 jovens por mês

Programa de estágio pretende empregar 500 jovens por mês

Interessados precisam estar matriculados em uma instituição de ensino médio ou técnico e ter entre 16 e 24 anos

  • Economia | Do R7

Programa foi lançado nesta quinta-feira (24)

Programa foi lançado nesta quinta-feira (24)

Lidianne Andrade/ MyPhoto Press/ Estadão Conteúdo - 21.08.2020

O CIEE (Centro de Integração Empresa-Escola) lançou nesta quinta-feira (24) um programa de estágio para estudantes do ensino médio com capacitação à distância. A expectativa é de contratação de 500 jovens por mês nas empresas parceiras.

Para participar é preciso ter idade entre 16 e 24 anos e estar matriculado em uma instituição de ensino médio ou técnico e oportunidades são para as regiões Norte, Nordeste (exceto Pernambuco), Centro-Oeste e São Paulo. De acordo com o CIEE, 524 mil jovens entre ensino médico e técnico são elegíveis para o programa.

O CEO do CIEE, Humberto Casagrande, afirma que o programa foi criado, já que a situação dos jovens no mercado de trabalho é crítica. Nesta quarta-feira (23), pesquisa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apontou que o país tem 12,9 milhões de pessoas sem trabalho, e que o grupo de 14 a 29 anos é o que tem maiores taxas de desocupação (23,3%).

"Achamos que [o jovem], além de conseguir emprego e renda, tem essa virtude de combater de evasão escolar", afirma Casagrande, reforçando que a matrícula em uma instituição de ensino é primordial para que o candidato mantenha sua vaga.

Casagrande afirma que não é preciso ter experiência prévia para se candidatar a uma das vagas. Os estudantes selecionados para as vagas vão trabalhar durante seis horas por dia, sendo uma delas focada para a capacitação EAD. O CIEE diz que “os cursos online serão divididos em quatro trilhas: Administração, Comércio e Varejo, Contabilidade e Finanças e Tecnologia, que poderão ser personalizadas de acordo com a necessidade das empresas parceiras”.

A capacitação tem como objetivo desenvolver habilidades técnicas, comportamentais e valores humanos. 

Para Casagrande, o programa "não é precarização do trabalho, porque o estágio vai trazer capacitação, orientação e, principalmente um combate a evasão escolar".

Últimas