Finanças Pessoais
Economia Queda do preço do etanol na bomba depende dos postos, dizem produtores

Queda do preço do etanol na bomba depende dos postos, dizem produtores

Unica diz ainda haver espaço para recuo. Em um mês, litro recuou R$ 0,14 nas usinas do País

Queda do preço do etanol na bomba depende dos postos, dizem produtores

Mais da metade da cana-de-açúcar se destina à produção de etanol

Mais da metade da cana-de-açúcar se destina à produção de etanol

10.11.2010/Sergio Moraes/Reuters

O etanol hidratado custa, em média, R$ 2,74 nos postos de gasolina do País, de acordo com a ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis). O combustível ficou R$ 0,12 mais barato nas últimas quatro semanas, mas ainda há espaço para cair ainda mais na bomba e voltar, enfim, a competir com a gasolina.

O diagnóstico é do diretor-técnico da Unica (União da Indústria de Cana-de-Açúcar), Antonio de Pádua.

— Ainda tem um espaço para quedas. Quando vai acontecer? Quando as distribuidoras e postos baixarem o preço. É uma questão de mercado. O preço é livre na revenda. A questão da velocidade da queda é assim: enquanto o preço para o produtor vai de elevador, o preço para o consumidor vai de escada.

Os números do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP, confirmam isso. O etanol hidratado ficou R$ 0,14 mais barato para as refinarias e postos de gasolina nas últimas quatro semanas. Porém, não houve o repasse integral deste desconto para o consumidor.

Hoje, 46,5% da cana-de-açúcar do País se destina à produção de açúcar e os outros 53,5% são usados na fabricação do etanol.