Novo Coronavírus

Economia Recuperação da pandemia precisa ser sustentável, diz diretora do BC

Recuperação da pandemia precisa ser sustentável, diz diretora do BC

Para Fernanda Nechio, diretora de Assuntos Internacionais do Banco Central, retomada econômica pós covid-19 tem que levar em conta os riscos climáticos

Agência Estado
Fachada do Banco Central do Brasil

Fachada do Banco Central do Brasil

Marcelo Casal Jr./Agência Brasil

A diretora de Assuntos Internacionais do BC (Banco Central), Fernanda Nechio, afirmou nesta sexta-feira (16) que tornou-se claro que a recuperação da pandemia do novo coronavírus precisará ser "inclusiva e sustentável". Este é um dos pontos que vêm sendo destacados pelo BC em documentos e declarações recentes de seus diretores, ao se analisar a retomada da economia no pós-covid19.

Leia mais: Desemprego bate recorde na pandemia e atinge 14 milhões

Em evento virtual, Fernanda Nechio também citou a importância de se levar em conta eventos como as mudanças climáticas, que acabam por afetar as decisões do BC. Por isso, segundo ela, a questão ambiental entrou na agenda estrutural da autarquia, a agenda BC.

Conforme a diretora, a compreensão da agenda de sustentabilidade que é um assunto relativamente novo, envolve todos os setores do BC. Fernanda Nechio lembrou que recentemente a autarquia anunciou medidas internas e voltadas para o setor financeiro, sendo que elas possuem etapas e prazos específicos.

"Toda vez que formos tomar uma decisão, a Diretoria Colegiada do BC vai levar em conta os riscos ambientais", citou Fernanda Nechio. Ela destacou ainda o diálogo com BC com outras instituições, para que a autarquia se mantenha na "fronteira" das ações.

Fernanda Nechio afirmou que eventos relacionados a mudanças climáticas têm se tornado cada vez mais frequentes. Segundo ela, estes eventos trazem "muita incerteza" e acabam afetando os dois objetivos do BC, que são assegurar a estabilidade da moeda e do sistema financeiro.

"Os eventos climáticos afetam nossa habilidade de conduzir a política monetária", afirmou Fernanda Nechio no evento virtual. Segundo ela, os eventos climáticos também trazem riscos para o sistema financeiro. Fernanda citou como exemplo os incêndios recentes que atingiram o Estado americano da Califórnia, com reflexos na economia dos Estados Unidos.

Fernanda Nechio afirmou que o BC quer ter certeza de que os riscos climáticos estão sendo precificados de forma apropriada. "Temos que agir e ter certeza de que os riscos climáticos sejam levados em conta na decisão de política monetária e na estabilidade financeira", pontuou.

A diretora de Assuntos Internacionais do Banco Central participou nesta manhã, por videoconferência, do painel "Innovative Ways To Address Climate Change and The Sustainability Agenda In The Face Of COVID-19", promovido pela Toronto Centre Executive.

Últimas