Economia Redução da jornada: veja o quanto seu salário pode diminuir com o novo plano do governo

Redução da jornada: veja o quanto seu salário pode diminuir com o novo plano do governo

A presidente Dilma Rousseff anunciou Plano de Proteção de Emprego na última segunda-feira

  • Economia | Do R7

Plano prevê redução de jornada para manter empregos

Plano prevê redução de jornada para manter empregos

Divulgação

Mesmo com o abono prometido pelo governo, o Plano de Proteção ao Emprego, anunciado pela presidente Dilma Rousseff na segunda-feira (6), pode provocar uma razoável queda no salário dos trabalhadores. Por isso, o R7 preparou uma tabela mostrando como os salários (bruto e líquido) podem ficar.

A ideia do plano é que, em vez de demitir, as empresas possam reduzir seus gastos. Para isso, a Medida Provisória 680, editada nesta semana, permite que companhias diminuam a jornada de trabalho e o salário de seus empregados em até 30% — desde que o valor pago não seja menor que o salário mínimo (R$ 788). O governo, então, para reduzir o impacto na vida dos trabalhadores, dará um complemento equivalente à metade da perda (até um teto de R$ 900,84).

Leia mais notícias de Economia no R7

Apenas empresas em dificuldade poderão aderir ao plano. O Ministério do Trabalho afirmou que, inicialmente, serão avaliados pedidos de companhias de seis setores: indústrias de produção de carne, componentes eletrônicos, metalurgia, química, açúcar e álcool e automobilística. A construção civil também deve ser contemplada.

Veja abaixo como ficam os salários, já considerando o complemento feito pelo governo:

Últimas