Economia Reservas da China têm alta inesperada e atingem US$ 3,091 trilhões em abril

Reservas da China têm alta inesperada e atingem US$ 3,091 trilhões em abril

As reservas internacionais da China tiveram um aumento inesperado em abril, à medida que políticas de estímulos globais impulsionaram os preços de ativos de grandes economias em meio à pandemia de coronavírus, segundo dados publicados hoje pelo PBoC, como é conhecido o banco central chinês.

No fim de abril, as reservas da segunda maior economia do mundo totalizavam US$ 3,091 trilhões, representando acréscimo de US$ 30,83 bilhões em relação a março, quando recuaram ao menor nível em 17 meses.

O resultado surpreendeu analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam uma queda relativamente modesta de US$ 9 bilhões nas reservas do mês passado.

Em comunicado separado, o órgão regulador de câmbio da China (Safe, pela sigla em inglês) atribuiu o avanço das reservas à valorização de ativos e ao enfraquecimento do dólar em abril. Fonte: Dow Jones Newswires.

Últimas