Rial, chefe do Santander Brasil, terá cargo no conselho da matriz

Por Jesús Aguado

MADRI (Reuters) - O presidente-executivo do Santander Brasil, Sergio Rial, ingressará no conselho do Santander como diretor executivo do grupo, informou o banco espanhol nesta quinta-feira, dando-lhe mais influência sobre sua estratégia geral.

Vários executivos do banco disseram à Reuters que Rial é visto como um dos principais candidatos a presidente-executivo do Santander no médio prazo após o banco falhar na tentativa de nomear o italiano Andrea Orcel para o cargo em janeiro de 2019.

O banco disse nesta quinta-feira que Rial seguirá reportando ao presidente-executivo do Santander, José Antonio Álvarez. O Santander disse que Alvarez segue no cargo.

Rial, que ingressou no Santander em 2015, manterá sua posição atual como chefe do Brasil, da América do Sul e de Global Trade Services (GTS), plataforma do banco para negociações internacionais de pequenas e médias empresas.

O Brasil tem sido o principal impulsionador de lucro do Santander e ajudou a lidar com as difíceis condições dos bancos na Europa desde a crise financeira, onde as baixas taxas de juros e a reformulação da crise de crédito reduziram os lucros.

O Brasil responde por 28% do lucro do Santander, segundo maior banco da zona do euro em termos de valor de mercado.

(Reportagem adicional de Carolina Mandl e Pamela Barbaglia)