Rússia reduz taxa de juros a 5,5% em meio a pandemia de coronavírus

MACRO-RUSSIA-JUROS:Rússia reduz taxa de juros a 5,5% em meio a pandemia de coronavírus

MOSCOU (Reuters) - O banco central da Rússia reduziu nesta sexta-feira sua taxa de juros a 5,50%, e disse que há margem para mais cortes este ano uma vez que a economia enfrenta uma queda nos preços do petróleo e consequências da pandemia de coronavírus.

A decisão de reduzir a taxa em 50 pontos básicos, um corte mais profundo do que o habitual, veio em linha com pesquisa da Reuters que previa que o Banco da Rússia seguiria outros bancos centrais e cortaria os juros em meio à crise econômica global.

"O Banco da Rússia revisou seu cenário básico de previsão e está mudando para uma política monetária expansionista", afirmou o banco central.

"Se a situação se desenvolver de acordo com a previsão básica, o Banco da Rússia vai manter aberta a perspectiva de uma redução adicional na taxa de juros nas próximas reuniões."

Tendo mantido os juros no mês passado em meio a temores de que a inflação subisse com o rublo em mínimas de quatro anos, o banco central disse nesta sexta-feira que a inflação será amplamente influenciada por um declínio acentuado nas demandas doméstica e externa neste ano.

O banco central russo também revisou suas previsões econômicas. Agora, ele espera que o Produto Interno Bruto encolha de 4% a 6% este ano, antes de retornar ao crescimento em 2021. Anteriormente, o banco central esperava uma expansão do PIB entre 1,5% e 2% este ano.