Safra de grãos da Rússia deve crescer em 8,6 mi t neste ano, diz SovEcon

MOSCOU (Reuters) - A SovEcon, uma das principais consultorias agrícolas de Moscou, afirmou nesta sexta-feira que espera que em 2020 a safra de grãos da Rússia avance em 8,6 milhões de toneladas na comparação com o ano anterior, para 129,8 milhões de toneladas.

A Rússia é a maior exportadora de trigo do mundo, fornecendo principalmente para Oriente Médio, África e Ásia. A produção de grãos do país se tornou mais estável nos últimos anos, com melhorias tecnológicas e um aumento na área plantada, mas ainda depende das condições climáticas.

"O principal risco para a nova safra, pelo que vemos neste momento, é a falta de umidade (no solo) nas regiões ao sul", disse a SovEcon em nota. O sul da Rússia é a principal região produtora e exportadora de trigo do país.

A consultoria espera que a safra de trigo chegue a 84,4 milhões de toneladas em 2020, avanço de 9,9 milhões de toneladas ante 2019.

Os agricultores russos semearam uma área maior com grãos de inverno durante o último outono, e tais plantios estão em boas condições após um inverno ameno.

(Reportagem de Polina Devitt)