Imposto de Renda 2019
Economia Saques do FGTS em 2018 devem ser declarados no Imposto de Renda

Saques do FGTS em 2018 devem ser declarados no Imposto de Renda

Recursos devem ser listados na ficha de "Rendimentos Isentos e Não Tributáveis" e não resultam em um pagamento maior aos contribuintes

Imposto de Renda

Saques do FGTS são considerados isentos

Saques do FGTS são considerados isentos

Pixabay

Os brasileiros que sacaram grana do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) ao longo de 2018 e estão obrigados a declarar o Imposto de Renda neste ano devem listar os valores recebidos no documento a ser entregue ao Fisco.

Apesar da obrigatoriedade de listar o saque no preenchimento da declaração, os valores são considerados isentos e não resultam em um pagamento maior aos contribuintes, conforme explica Murillo Torelli, professor de contabilidade da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Conta bancária com mais de R$ 140 deve ser declarada no IR 2019

"[O saque do FGTS] não vai nem aumentar o imposto a pagar e também não vai resultar em mais imposto a restituir. Ele não tem efeito tributário, mas tem que ser declarado para justificar o acumulo patrimonial", afirma Torelli.

No programa para declarar o Imposto de Renda, os saques do FGTS devem ser listados na ficha de "Rendimentos Isentos e Não Tributáveis". Nos casos dos contribuintes que receberam as quantias das contas inativas, o CNPJ a ser indicado como fonte pagadora é o Caixa Econômica Federal: 00.360.305/0001-04.

Arte R7