Economia Senado adia votação de MP que permite reduzir salários

Senado adia votação de MP que permite reduzir salários

Medida provisória permite suspensão e redução de salário. Relator queria votação já porque contratos suspensos em abril já voltaram a valer

  • Economia | Do R7, com informações da Agência Estado

Sessão remota do Senado

Sessão remota do Senado

Leopoldo Silva/Agência Senado

O Senado cancelou a sessão desta quarta-feira (10) e adiou a votação da medida provisória 936/2020, que autoriza a suspensão de contratos de trabalho e a redução de jornadas e salários durante a pandemia de covid-19. A análise do texto, aprovado anteriormente pela Câmara, ficou para terça-feira, dia 16.

Migração de contrato suspenso para jornada reduzida aumentará renda

Senadores pediram mais tempo para analisar o texto e negociar alterações com o relator, Vanderlan Cardoso (PP-GO). Ele apresentou uma versão do parecer e tentava manter a votação nesta quarta. Líderes da casa, porém, avaliaram que não havia tempo para concluir a análise no mesmo dia.

Cardoso tem pressa para aprovar o texto. Ele argumenta que os contratos de suspensão assinados no início de abril, válidos por 60 dias, terminram já no final de maio. Como o relator pretende estender o prazo até o fim do ano, se a MP não for votada até essa data há risco de demissões e de um vácuo jurídico nas relações trabalhistas, argumentou o senador.

O clima no Senado é pela aprovação da MP. Parlamentares de diversas bancadas, porém, tentam alterações e concessões a categorias específicas.

Últimas