Economia Sentimento da zona do euro melhora em dezembro mas preços ainda caem na base anual

Sentimento da zona do euro melhora em dezembro mas preços ainda caem na base anual

MACRO-EURO-DADOS:Sentimento da zona do euro melhora em dezembro mas preços ainda caem na base anual

Reuters - Economia

Por Jan Strupczewski

BRUXELAS (Reuters) - O sentimento econômico na zona do euro melhorou como esperado em dezembro devido ao menor pessimismo na indústria e entre os consumidores, mas os preços caíram pelo quinto mês seguido devido à deflação nos custos da energia.

O sentimento econômico nos 19 países que usam o euro subiu a 90,4 pontos em dezembro de 87,7 em novembro e contra expectativa de alta a 90,0, mostrou nesta quinta-feira pesquisa mensal da Comissão Europeia.

A leitura deveu-se principalmente à melhora na indústria para -7,2 de -10,1 e entre os consumidores para -13,9 de -17,6 pontos.

Mas apesar do maior otimismo, os preços ao consumidor subiram apenas 0,3% em dezembro sobre o mês anterior, levando a uma queda de -0,3% na inflação anual, mesma leitura negativa dos três meses anteriores, disse a agência de estatísticas da UE.

Economistas consultados pela Reuters esperavam queda de 0,2% nos preços. O Banco Central Europeu quer manter a inflação abaixo mas perto de 2%.

Os serviços se tornaram 0,8% mais caros em dezembro sobre novembro e 0,7% mais caros do que um ano antes. Os consumidores também pagaram mais por alimentos, álcool e tabaco, mas a queda de 6,9% nos preços de energia e produtos industriais mais baratos pesaram sobre o índice.

Separadamente, a Eurostat disse que as vendas no varejo da zona do euro foram bem mais fracas do que o esperado em novembro uma vez que os países da Europa voltaram a adotar restrições devido à pandemia.

As vendas varejistas caíram 6,1% na comparação mensal e 2,9% na base anual. Economistas consultados pela Reuters esperavam queda de 3,4% no mês e alta de 0,8% no mês.

Últimas