Economia Sibanye-Stillwater enfrenta pedido de indenização após desistir de mina no Brasil

Sibanye-Stillwater enfrenta pedido de indenização após desistir de mina no Brasil

MINERACAO-SIBANYE-STILLWAT-MINA:Sibanye-Stillwater enfrenta pedido de indenização após desistir de mina no Brasil

Reuters - Economia

JOANESBURGO (Reuters) - A empresa de investimentos Appian Capital Advisory enviou à Sibanye-Stillwater um pedido de indenização após a mineradora sul-africana ter cancelado uma aquisição planejada de bilhões de dólares de duas minas no Brasil.

A Appian, com sede em Londres, assessorando dois fundos de private equity afiliados que possuem as minas brasileiras, disse que a transação vale mais de 1,2 bilhão de dólares e chamou a desistência de Sibanye de fechar o negócio de "ilegal".

Sibanye-Stillwater disse que não iria comentar. A empresa abandonou o negócio em 24 de janeiro, apenas três meses depois de ter sido anunciado, alegando instabilidade geotécnica na mina de níquel Santa Rita que, segundo ela, teria um impacto material e adverso nas operações no local.

Appian disse nesta quarta-feira acreditar que a caracterização de Sibanye é falsa, e que a instabilidade foi uma rachadura na parede da mina que não teve impacto na vida útil da mina a céu aberto.

"A Appian pretende fazer valer rigorosamente seus direitos legais e buscar a Sibanye-Stillwater por todos os danos e perdas incorridos", disse a empresa.

Sibanye-Stillwater está em um período de silêncio antes dos resultados.

A empresa planejava publicar os resultados operacionais e financeiros de 2021 em 17 de fevereiro, mas atrasou a previsão para 3 de março, alegando que a conclusão estava demorando mais do que o planejado.

A aquisição da mina de níquel Santa Rita e da mina de cobre Serrote visava reforçar o portfólio de metais para baterias da Sibanye, já que a mineradora busca diversificar para além da platina e do ouro.

(Por Helen Reid)

Últimas