Siderúrgica Ternium faz doações no valor de R$ 4 milhões para combate à covid-19

A Ternium doou R$ 4 milhões para o combate ao novo coronavírus na cidade do Rio de Janeiro, na forma de itens como álcool em gel, máscaras e luvas em látex para hospitais locais. A empresa também comprou equipamentos para a montagem de UTIs e apoiou a implantação do hospital de campanha de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, doando 10 mil toneladas de agregado siderúrgico para pavimentar a estrutura local.

A Ternium é a maior siderúrgica da América Latina e faz parte do bloco de controle da Usiminas. A unidade de Santa Cruz, no Rio, tem capacidade de produção de cinco milhões de toneladas de placas de aço por ano, destinadas a indústrias nos EUA, México, Brasil e Europa.

Entre as unidades de saúde do município beneficiadas estão o Hospital Municipal Ronaldo Gazolla, em Acari, que é a unidade de saúde eleita pela Prefeitura do Rio como referência para atendimento da doença, e o Hospital Municipal Pedro II, em Santa Cruz, além de Clinicas da Família da região.

A Ternium Brasil e a Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), em parceria com o Movimento União Rio, representado pelo Instituto da Criança, estão apoiando a Prefeitura do Rio no conserto de ventiladores que estão fora de uso. A companhia está doando protetores faciais que produziu em uma impressora 3D, também em parceria com a Firjan.

Além das doações, a Ternium está atuando com a ONG Costurart e com a Escola de Samba Acadêmicos de Santa Cruz, bairro na zona oeste do Rio onde o centro industrial da empresa (antiga CSA) está localizado. Costureiras da região foram contratadas para produzirem máscaras de tecido que serão doadas aos funcionários da usina e seus familiares. A ideia é produzir 40 mil máscaras de TNT até 18 de maio, numa iniciativa que apoia a geração de renda para os moradores de Santa Cruz.