Imposto de Renda 2018
Economia Só plásticas de recuperação física ou mental podem ser deduzidas no IR

Só plásticas de recuperação física ou mental podem ser deduzidas no IR

Cirurgias para a inclusão de próteses de silicone e lipoaspiração, por exemplo, não entram na lista de deduções do Imposto de Renda

ir 2018, Imposto de Renda, Cirurgias, Plásticas

Contribuinte pode listar gastos na ficha de pagamentos

Contribuinte pode listar gastos na ficha de pagamentos

Getty Images

Os contribuintes que se submeteram à realização de procedimentos estéticos ao longo do ano passado não podem deduzir as despesas no Imposto de Renda 2018. A exceção fica por conta dos procedimentos de saúde, conforme explica o CEO consultoria Wolters Kluwer, Roberto Regente Jr.

"As cirurgias plásticas, por si só, não consideradas dedutíveis do IR, mas pode haver exceções quando se tratar de procedimento realizado como forma de prevenção ou recuperação da saúde do paciente, seja ela física ou psíquica", ressalta Regente.

O especialista ainda revela que, apesar de não serem deduzido, as cirurgias plásticas, como a inclusão de próteses de silicone e lipoaspiração, podem ser incluídas na ficha de pagamentos da declaração, "se o valor correspondente fizer parte da conta emitida pela clínica ou hospital".

Nos casos que envolvem gastos com parafusos e placas nas cirurgias ortopédicas ou odontológicas, a Receita afirma que é possível deduzir as despesas na declaração apenas se eles integrarem a conta emitida pelo estabelecimento hospitalar ou pelo profissional responsável pelo procedimento.