Sudeste e Nordeste abrigam 7 em cada 10 beneficiários de auxílio

Presidente da Caixa diz que pagamentos de R$ 600 foram mais relevantes em relação ao número de habitantes e PIB per capta as regiões Norte e Nordeste

São Paulo e Bahia lideram os pagamentos do auxílio

São Paulo e Bahia lideram os pagamentos do auxílio

José Lucena/Futura Press/Estadão Conteúdo - 15.5.2020

Mais de 71% do total de R$ 76,6 bilhões pagos pelo auxílio emergencial de R$ 600 foi destinado a moradores das regiões Sudeste (36,1%) e Nordeste (35,7%) do Brasil, de acordo com informações da Caixa Econômica Federal.

Na sequência, aparecem as regiões Norte, Sul e Centro-Oeste, com R$ 8,3 bilhões (10,9%), R$ 7,8 bilhões (10,2%) e R$ 5,4 bilhões (7,1%), respectivamente.

Leia mais: Caixa paga 1ª parcela de auxílio a 200 mil novos beneficiários

"As duas regiões onde o pagamento foi mais relevante em relação ao número de habitantes e o tamanho do PIB per capta foram as regiões Nordeste e Norte", avaliou o presidente da Caixa, Pedro Guimarães.

Entre os Estados, a maior parte dos recursos foram destinadas a São Paulo (17,3%), Bahia (9,4%), Minas Gerais (9%), Rio de Janeiro (8,1%), Pernambuco (5,9%), Ceará (5,7%) e Pará (5,4%).

Até o momento, as duas primeiras parcelas do auxílio emergencial já beneficiaram 58,6 milhões de pessoas com mais de 108 milhões de pagamentos, totalizando R$ 76,6 bilhões.

No sábado (6), a Caixa liberou a primeira parcela do auxílio a mais de 200 mil novos beneficiários, que tiveram o cadastro aprovado pela Dataprev. O pagamento ocorreu após a análise de um novo lote de 1,4 milhão de pedidos. Há ainda 5,3 milhões de solicitações em primeira análise e 5,1 milhões em reanálise.

Reprodução/Caixa