Supermercados paulistas vendem em maio 12,3% mais que em 2019

A previsão do presidente da Apas, Ronaldo dos Santos, é a de que faturamento vai cair com reabertura do comércio nas cidades

Setor essencial registra aumento de vendas durante toda a pandemia

Setor essencial registra aumento de vendas durante toda a pandemia

Unsplash

Números da Associação Paulista de Supermercados (Apas) mostram que as compras nas lojas aumentaram durante a pandemia do novo coronavírus. Números de maio, divulgados nesta quinta-feira (23), mostram que em comparação com o mesmo mês do ano passado, as vendas foram 12,3% maiores.

O faturamento real dos supermercados no Estado de São Paulo, no conceito de mesmas lojas – que considera as unidades em operação no tempo mínimo de 12 meses – acumulou 7,35% de aumento.

Considerado essencial à economia, o setor de supermercados é um dos poucos abertos desde o início da pandemia.

“Sem dúvida, o cenário da pandemia fez com que os supermercados recebessem o contingenciamento de gasto pelas famílias em bares, restaurantes e shoppings. Porém, a partir do próximo mês devemos notar uma queda devido à reabertura do comércio”, prevê Ronaldo dos Santos, presidente da Apas.

O interior registrou um índice de vendas superior a todo o Estadona comparação entre os meses de maio de 2020 e 2019. Destaque para a região de Campinas e Sorocaba, com 13,9% a mais de vendas.