Economia Tripulação voo Cuba deixa 300 viajantes em corredores de aeroporto Irlanda

Tripulação voo Cuba deixa 300 viajantes em corredores de aeroporto Irlanda

Redação Central, 3 mai (EFE).- Cerca de 300 passageiros de um voo charter operado pela companhia Cubana de Aviación que saiu de Madri com destino a Havana estão no aeroporto irlandês de Shannon onde o avião teve que aterrissar por supostos problemas técnicos, segundo denunciaram à Agência Efe ocupantes aborrecidos, porque a tripulação os "abandonou" depois que suas horas de trabalho tinham sido ultrapassadas. Um estudante de medicina da Universidade de Salamanca que ia para Cuba com um grupo de 90 universitários do centro em sua viagem de fim de carreira disse que os tripulantes do avião, um Boeing 767-300, lhes deram em voo diferentes desculpas como avaria em uma roda, para justificar sua aterrissagem no aeroporto irlandês, no qual não tinha previsto fazer escala porque era um voo direto. Ele acrescentou que uma vez no aeroporto de Shannon os passageiros, a maioria futuros médicos e casais em lua de mel, permaneceram cerca de cinco horas dentro do avião parado até que por volta das três da madrugada foram obrigados a desembarcar, após serem informados desta vez que havia uma despressurização da cabine. Uma vez ali a tripulação foi embora porque, segundo lhes indicaram, tinham ultrapassado as horas regulamentares de trabalho, por isso retornariam ao aeroporto 12 horas depois, ao meio-dia do domingo, para prosseguir viagem. O estudante, natural de León, assegurou que lhes deixaram nos corredores do aeroporto sem comida e sem resolver seu alojamento em hotéis porque, segundo lhes disseram, estavam cheios por causa de uma "greve" e "festas". A Cubana de Aviación, cujos representantes não apareceram em Shannon, tinha alugado o Boeing 767-300 da companhia portuguesa Euro Atlantic Airways, assinalaram os passageiros. EFE cd/ma

Últimas