Economia Tyson Foods quer que China suspenda proibição de importação de fábrica dos EUA

Tyson Foods quer que China suspenda proibição de importação de fábrica dos EUA

EMPRESAS-TYSON-FOODS-CHINA:Tyson Foods quer que China suspenda proibição de importação de fábrica dos EUA

Reuters - Economia

Por Tom Polansek

CHICAGO (Reuters) - A Tyson Foods está tentando convencer Pequim a suspender uma proibição de envios de produtos de carne de frango de uma fábrica no Estado norte-americano de Arkansas, onde funcionários testaram positivo para Covid-19, disse o presidente da empresa, Dean Banks, nesta segunda-feira.

A China se tornou o maior mercado de exportação de aves dos EUA, ultrapassando o México, depois que Pequim, em novembro, encerrou um embargo de quase cinco anos sobre as importações dos Estados Unidos.

Desde junho, a autoridade aduaneira da China bloqueou a importação de frango da fábrica da Tyson em Springdale, Arkansas, citando esforço para controlar a propagação de Covid-19. Globalmente, Pequim suspendeu as importações de mais de 20 fábricas que processam carnes suína, bovina e de aves.

"Estamos interagindo com eles e garantindo que eles tenham todas as informações necessárias sobre as medidas de prevenção e as medidas de proteção adotadas pela fábrica", disse Banks a jornalistas. "Gostaríamos muito de continuar exportando produtos dessa instalação, mas isso está nas mãos do governo chinês."

Mais de 16 mil trabalhadores de frigoríficos nos EUA foram infectados com Covid-19 em dezenas de fábricas, de acordo com o Centro para Controle e Prevenção de Doenças do país.

Últimas