Economia Venda de imóveis novos cresce 20% em São Paulo no mês de fevereiro

Venda de imóveis novos cresce 20% em São Paulo no mês de fevereiro

Comercialização de 5.009 unidades habitacionais é a maior já registrada par ao mês na capital paulista, aponta Secovi

  • Economia | Do R7

vendas cresceram 50% na ante janeiro

vendas cresceram 50% na ante janeiro

Zanone Fraissat/Folhapress - 18.10.2017

A cidade de São Paulo terminou fevereiro com a comercialização de 5.009 imóveis novos, de acordo com a Pesquisa do Mercado Imobiliário divulgada nesta quarta-feira (31), pelo Secovi-SP.

O resultado, 19,6% superior ao registrado no mesmo período do ano passado, é também o maior da história para o mês. Na comparação com janeiro, as vendas cresceram 49%.

Para o economista-chefe do Secovi-SP, Celso Petrucci, o bom desempeno do setor pode ser justificado pelas visitas aos estandes de vendas no período do Carnaval e o aumento dos lançamentos ao final de 2020.

As vendas acumuladas nos últimos 12 meses subiram 1,1% em relação ao período de março de 2019 a fevereiro de 2020. “Apesar de um crescimento modesto, foram comercializadas 52.886 unidades no período, um recorde de vendas acumuladas em 12 meses”, destaca Petrucci.

As unidades com melhores desempenhos foram as de 2 dormitórios, com área útil entre 30 m² e 45 m², e preços de até R$ 240 mil. Os imóveis econômicos participaram com 61% do total comercializado no mês (3.071 unidades). No segmento de mercado de médio e alto padrão, a pesquisa identificou 1.938 unidades vendidas, 580 unidades lançadas e oferta final de 20.237 unidades.

Últimas