Economia Venda de imóveis novos em SP cresce 4,5% em 2020, diz Secovi

Venda de imóveis novos em SP cresce 4,5% em 2020, diz Secovi

Resultado positivo foi impulsionada pela menor taxa de juros da história do Brasil

Venda de imóveis de até R$ 240 mil puxaram alta

Venda de imóveis de até R$ 240 mil puxaram alta

Pixabay

A cidade de São Paulo (SP) fechou 2020 com a comercialização de 51.417 unidades residenciais novas, número 4,5% superior ao registrado em 2019. As informações divulgadas nesta quarta-feira (10), pelo Secovi-SP.

Os destaques de vendas do ano foram os imóveis de 2 dormitórios, com área útil entre 35 m² e 45 m² e preços de até R$ 240 mil.

De acordo com o Secovi, o saldo positivo surpreendeu e superou as expectativas mais positivas do setor para um ano repleto de adversidades ocasionadas pela pandemia do novo coronavírus. A retomada foi impulsionada, principalmente, pela oferta de produtos aderentes à demanda e pela menor taxa de juros da história do Brasil.

Já os lançamentos no ano passado totalizaram 59.978 unidades na capital, com maior movimento percebido no último trimestre, quando foram lançadas de 33.500 unidades. O volume, no entanto, ficou abaixo das 65.312 unidades lançadas em 2019.

Para 2021, a previsão do Secovi-SP para o mercado imobiliário em 2021 é de manutenção do bom desempenho, com crescimento estimado de aproximadamente 5% a 10% em relação aos resultados de 2020.

Últimas