Vendas de moradias da China sobem 0,4% entre janeiro e julho; é a 1ª alta em 2020

As vendas de moradias na China tiveram expansão de 0,4% entre janeiro e julho ante igual período do ano passado, à medida que a segunda maior economia do mundo se recupera da pandemia de coronavírus, segundo dados do Escritório Nacional de Estatísticas (NBS, na sigla em inglês) do país. Trata-se do primeiro resultado positivo neste ano. No primeiro semestre, as vendas acumulavam queda de 2,8% na comparação anual.

Já os investimentos no desenvolvimento de projetos imobiliários tiveram expansão anual de 3,4% nos primeiros sete meses de 2020, após subirem 1,9% na primeira metade do ano.

As construções iniciadas - considerando-se tanto residências quanto propriedades comerciais - diminuíram 4,5% no confronto anual do período de sete meses. No primeiro semestre, porém, o recuo anual neste segmento havia sido mais intenso, de 7,6%.