Economia Vendas no Natal devem aumentar em 8%, projeta FecomercioSP

Vendas no Natal devem aumentar em 8%, projeta FecomercioSP

Expectativa é de que varejo paulista fature R$ 112,4 bilhões em dezembro, R$ 8,8 bilhões a mais do que no mesmo mês de 2021

Agência Estado
As vendas devem aumentar em 8% na época natalina, no comércio do estado de SP

As vendas devem aumentar em 8% na época natalina, no comércio do estado de SP

Agência Brasil/Rovena Rosa

A proximidade da celebração do Natal deve contribuir para um aumento de 8% nas vendas do comércio varejista em dezembro no estado de São Paulo, estima a FecomercioSP (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo). A projeção representa um montante de R$ 8,8 bilhões a mais do que o que foi arrecadado na mesma época em 2021, totalizando faturamento de R$ 112,4 bilhões para o varejo paulista.

Outro fator que contribui para o crescimento do comércio nesta época é o pagamento do 13º salário, que deve ter uma alta de 10% em relação ao ano anterior, na economia de São Paulo, passando de R$ 72,6 bilhões para R$ 79,9 bilhões.

A bonificação de fim de ano não é destinada exclusivamente às compras de Natal e, por isso, a alta avaliada é de R$ 3,8 bilhões a mais.

O setor que deve ter maior destaque no varejo paulista é o de vestuário, tecidos e calçados, pelo segundo ano consecutivo, com aumento previsto de 16% em comparação com igual período de 2021. O segmento de concessionária de veículos e o de eletrodomésticos, eletrônicos e lojas de departamento vêm logo atrás, com crescimento estimado em 12% e 11%, respectivamente.

Além desses, é esperado que o setor de supermercados e farmácias e o de perfumarias superem os resultados negativos do ano passado, registrando aumento de 6% e 8% no consumo. Contudo, o ramo de móveis e decoração não deve apresentar bons números neste fim de ano, com expectativa de encolhimento de 12%.

Últimas