Novo Coronavírus

Economia Vendas no varejo do Dia das Mães despencam 58% com pandemia

Vendas no varejo do Dia das Mães despencam 58% com pandemia

Compras na data mais importante do comércio depois do Natal caem entre 15 e 29 de abril na comparação com o mesmo período de 2019

 Comércio fechado na região central no Bom Retiro em São Paulo (SP)

Comércio fechado na região central no Bom Retiro em São Paulo (SP)

NEWTON MENEZES/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Pesquisa realizada pela F360º, plataforma de gestão financeira com conciliação automática de vendas por cartão para o pequeno e o médio varejista, mostra uma queda grande no Dia das Mães, a data mais importante para o varejo depois do Natal.

Dados da empresa mostram que as transações financeiras realizadas entre 15 e 29 de abril caíram mais da metade (58%) no comparativo com o mesmo período do ano passado (13 a 27 de abril). Praticamente, seis a cada dez vendas realizadas em 2019 não foram feitas neste ano.

Na análise regional, o Centro-Oeste teve a menor queda nas vendas, com -23%. As lojas do Norte caíram -43%; as do Nordeste, -50%; e as do Sul, -53% no período analisado. Já o Sudeste teve a maior queda registrada, apresentando -71%.

“Com os consumidores em casa e muitas lojas operando apenas no delivery e nos canais digitais, a queda nas vendas já era um cenário imaginado para o lojista brasileiro. Entretanto, percebe-se que houve uma queda maior, principalmente em determinadas regiões”, explica Henrique Carbonell, CEO da F360°.

Últimas