Vendas no varejo na zona do euro contrariam expectativas e caem em julho

EUROZONE-ECONOMY-RETAIL:Vendas no varejo na zona do euro contrariam expectativas e caem em julho

BRUXELAS(Reuters) - As vendas no varejo na zona do euro contrariaram as expectativas de alta em julho e caíram em relação a junho apesar do fim das restrições relacionadas à Covid-19, com os setores de roupas e calçados liderando as perdas ao registrarem quedas de dois dígitos, mostraram dados desta quinta feira.

A agência de estatísticas da União Europeia, Eurostat, disse que as vendas no varejo nos 19 países que compartilham o euro caíram 1,3% no comparativo mensal, com um aumento anual de 0,4%. Economistas consultados pela Reuters esperavam um ganho mensal de 1,5% e um avanço anual de 3,5%.

A Eurostat disse que as vendas de alimentos, bebidas e cigarros ficaram estáveis em relação ao mês anterior e saltaram 1,5% sobre o ano anterior, mas as vendas de produtos não alimentícios caíram 2,9% no mês e avançaram apenas 0,5% no ano. As vendas de produtos têxteis, roupas e calçados cederam 10,6% no mês e 25,8% no ano.

Mesmo as vendas de gasolina nos postos de abastecimento, que saltaram dois dígitos numa comparação mensal em maio e junho, tiveram alta mensal de apenas 4,3% em julho, despencando 10,8% no comparativo anual apesar do início do período de férias.

(Por Jan Strupczewski)